quinta-feira, 31 de maio de 2007

Superpoderosas e o consumismo

Está no artigo do Demétrio Magnoli no Globo e no Estado: o desenho das Meninas Superpoderosas não receberá o selo de Programa Especialmente Recomendado para Crianças e Adolescentes. O diretor-adjunto do Departamento de Justiça e Classificação Indicativa (Dejus), Tarcísio Ildefonso, não aprova que as meninas confraternizem num shopping center. "Este gesto é segregacionista, já que nem todos podem fazer compras em shopping, além de ser um estímulo ao consumismo". Como diz Thomas "O Filtro" Traumann, o homem só pode estar a serviço do Macaco Loco...

Nenhum comentário: