quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Pessoas, yach

No filme Gladiador, com o Russell Crowe, Derek Jacobi, no papel de Gracchus, fala para outro senador: "I do not pretend to be a man of the people, Senator. But I do try to be a man for the people." Na época, achei bonito e verdadeiro.

Ontem, assistindo o seriado House, a idéia me voltou à mente. O Dr. House é um médico excêntrico, que não gosta de falar com os pacientes e faz diagnósticos certeiros com métodos bem pouco ortodoxos. Ele é brilhante, mau-humorado, e o melhor médico do hospital. Com seu conhecimento e intuição, salva vidas. "O que vocês preferem: um médico que segura sua mão enquanto você morre ou um que fique à distância enquanto você melhora?", diz ele. O humor, o cinismo, a honestidade.
Assim como o senador Gracchus, o Dr. House é um verdadeiro humanista.



(e não é a cara do Scotto?)

2 comentários:

Anônimo disse...

mas as duas frases/idéias são incongruentes? : ser para o povo e acompanhar de longe enquanto a situação melhora.

tony

Jeanne Callegari disse...

isso, isso, tony. as idéias querem dizer a mesma coisa. me expressei mal, reescrevinhaerei a última frase, pq a oposição é entre house e a humanidade, não entre house e gracchus.
bisoux!